terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Fecha os olhos...

Fecha os olhos


e toma o que é meu

tentei dizerte

mas o tempo correu

Nem sempre é facil

por vezes frases magoam

sem deixar magoas

porque os amigos perdoam

Tentei espliacarte

mas não quiseste ouvir

as vezes que me magoaste

e eu sem ninguem para acudir



Fecha os olhos

e toma o que é meu

tive saudades

mas a saudade morreu

quando me despresaste

o parvo era eu.

Não quis saber

tu já és passado

simplesmente,

queria ficar ao teu lado

dia a pós dia

era como um ceu estrelado



Fecho os olhos

e sonho contigo

penso que és

o meu ponto de abrigo

que me dá coragem

força e vontade

será assim

que se criará a liberdade

Tento tudo

mas tu não queres

será que um dia

serei o que preferes?

fecho os olhos

e imagino um novo dia

um dia que poderia ter

aquilo que queria.



És tu e simplesmente tu!

5 comentários:

Anónimo disse...

UAAAU , mais um poema lindo, continua a escrever, pq deve ser das coisas que sabes fazer melhor ;)

está mesmo fantáástico!!

S'M'

NotNormalRR disse...

tu es mesmo chato
mas como eu sou simpatica(ya,pois) eu comento t o poemas, mas vou diser basicament o que a S'M' disse
resumindo: continua a escrever, porque realment deve ser uma das poucas coisas em que tens jeito (mentira), e como sempre est poema ta um espetaculo, e so a minha opiniao.
e tu tens de deixar de ser tao pessimista, tens quase 200 visitas isso quer diser que alguem ade gostar nao??
bjs ;P

Joana disse...

opah tu pára com a mania k ninguem gosta porq asério cada poema que escreves é melhor k o ultimo.

Anónimo disse...

hum... concordo com os tres coments d cima =D

Anónimo disse...

Está fantastico!!
Parabéns Tiago