quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

“Hoje não te amo”

Para onde vais?


Não consigo seguir o teu caminho

Onde me deixas?

Não vou conseguir ficar sozinho



Segues caminhos que nem consigo imaginar,

E a ultima coisa que quero é fazer-te chorar

Por isso hoje digu-te, que não te amo

Como te vou amar amanhã.



Palavras que nunca serão ditas,

Acções que nunca serão bem discritas

Por vezes as palavras que mais custam dizer

São de amor...Mas as da guerra é que deveriam de ser



Penso mais tempo, e levo mais tempo a pensar

Se eu hoje não te amar

Será que vou conseguir continuar

Todos os dias, na mesma luta

Sem me conseguir a mim mesmo perdoar

Por não ter dito:

Que hoje eu não te amo,

Como te amarei amanhã ?

8 comentários:

Raquel disse...

ta brutal
ao menos ja tas mais positivo;P

Anónimo disse...

ADORO as duas primeiras partes :o
:D

Joana disse...

ta bue giro e se voltas a dizer k é estupido eu mato te!

Anónimo disse...

que lindo! ainda bem que te xateiam para pores aqui os poemas =p é qe tens mesm jeitoooo ihih

S'M'

Anónimo disse...

adorooo...

Anónimo disse...

»» este poema esta completamente....fantáástico!!!!!!!

Anónimo disse...

oi locura tens um ou uma admirador(a) secreto(a) acho que e um mas pronto o poema ta fixe...XD era so para escrever alguma coisa aqui no teu site/blog ass:brigao

carolina disse...

ta giro gostei mt continua
carolina